Arte e cultura marcaram o início da 5ª Olimpíada SuperAção

Arte e cultura marcaram o início da 5ª Olimpíada SuperAçãoComeçou na última segunda-feira (13/01) a 5ª edição da Olimpíada esportiva do projeto SuperAção. Cerca de cem adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa provisória e de internação em Belo Horizonte e na Região Metropolitana participam dos jogos, disputando medalhas em diferentes modalidades esportivas. A cerimônia de abertura contou com a presença dos jovens atletas para o desfile das delegações, acendimento da tocha olímpica, juramento dos participantes e também as primeiras competições. O evento foi enriquecido por apresentações musicais, espetáculos cênicos e trabalhos de artes visuais feitos pelos próprios adolescentes. As atividades integraram a 3ª Mostra do projeto Estação Juventude, que promove diversas oficinas culturais nos centros socioeducativos da capital e região.

Arte e cultura marcaram o início da 5ª Olimpíada SuperAção 2Olimpíada
Realizada anualmente, a Olimpíada SuperAção é um evento de caráter esportivo e educativo, que representa a conclusão do trabalho de 12 meses desenvolvido pela equipe do projeto SuperAção junto aos adolescentes nos centros socioeducativos. O evento é uma realização da Associação De Peito Aberto, responsável pela gestão dos projetos no sistema socioeducativo de Minas Gerais, junto à Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds).

A 5ª edição do campeonato se realiza entre os dias 13 e 31 de janeiro, envolvendo nove modalidades esportivas, sendo futsal, basquete streetball, handebol, voleibol, tênis de mesa, xadrez, peteca, futebol society e judô.

A cerimônia contou com o apoio da UniBH, que cedeu o ginásio do Centro Esportivo, unidade Estoril, para realização do evento. À exceção das competições de abertura, os demais jogos serão realizados nas quadras esportivas dos nove centros socioeducativos que participam da competição: Horto, Santa Clara, Santa Helena, Santa Terezinha, Sete Lagoas, Justinópolis (Ribeirão das Neves), Centro de Internação Provisória São Benedito, Dom Bosco e Centro de Atendimento ao Adolescente..

Arte e cultura marcaram o início da 5ª Olimpíada SuperAção 3Estímulo ao esporte
Coordenador técnico do projeto, Leonardo Costa explica que a olimpíada busca incentivar o desenvolvimento nas modalidades esportivas entre os jovens, assim como integrar os adolescentes e os profissionais que atuam no sistema socioeducativo. “É uma forma de transmitir valores educacionais importantes, principalmente por meio de uma prática competitiva saudável”, completou.

Nessa perspectiva, a De Peito Aberto convidou os jogadores China e Doriva, volantes do América Futebol Clube para prestigiar a abertura dos jogos. “Eu sou morador de periferia e sei o que esse tipo de projeto pode fazer pelos jovens”, destacou China. “Esses adolescentes estão tendo uma nova chance e por isso mesmo eu estou muito feliz de ver como eles estão comprometidos com a competição”, completou Doriva. O evento também recebeu a participação especial do mascote Coelhão para descontrair os convidados.

A presença dos jogadores foi possível em razão de parceria realizada entre a Associação De Peito Aberto e a ACE Esportes e Eventos, agência de marketing do América Futebol Clube, que, em 2013, permitiu o acesso de centenas de jovens em cumprimento de medida socioeducativa aos jogos do clube no Estádio Independência.

Arte e cultura marcaram o início da 5ª Olimpíada SuperAção 4Arte e cultura
A 3ª Mostra Estação Juventude reuniu apresentações teatrais, recital de poesias, exposição fotográfica e a confecção em tempo real de um grande painel de grafite. Sob orientação dos educadores Sérgio Luiz (Anjo) e Pedro Virgílio (Ninja), a obra foi construída pelos próprios adolescentes atendidos pelo projeto Estação Juventude.

Coordenadora do projeto, Elizabeth Medeiros explica que a Mostra é resultado de um trabalho que já completa nove meses no sistema socioeducativo de Minas Gerais, em que adolescentes dos centros de internação e internação provisória de Belo Horizonte e Região Metropolitana têm a oportunidade de participar de oficinas artístico-culturais nas áreas de Artes Visuais (fotografia e vídeo), Letras (linguagens), Artes Plásticas (desenho, grafite, quadrinho), Música e Artes Cênicas.

O evento contou com a participação da subsecretária de Atendimento às Medidas Socioeducativas, Camila Nicácio, que ressaltou a importância desse trabalho no sistema socioeducativo, como estímulo e apoio ao cumprimento das medidas. “Agora eles estão de férias, mas a partir do próximo mês as aulas e os cursos profissionalizantes voltam a acontecer e duram o ano inteiro, exigindo dedicação, colaboração e responsabilidade, assim como no esporte”.