Menino da Zona Norte do Recife é selecionado para jogar futebol em time dos EUA

O sonho de ser jogador de futebol é presente na vida de milhões de jovens em todo o Brasil, mas quando a gente ganhar a oportunidade de treinar em uma equipe de outro país faz a gente acreditar que está no caminho certo. É assim na vida de William Bezerra, de 17 anos. Ele faz parte da equipe Sub-17 do América do Recife e foi selecionado para passar dois meses treinando com o time do Orlando City, da MLS, primeira divisão do campeonato norte-americano.

“Eu jogo desde os 7 anos e sempre quis ser jogador. Quando eu recebi essa notícia fiquei muito feliz. Ainda estou. Não vejo a hora de chegar lá e dar mais um passo. Falta pouco”, fala o ansioso William, que é morador de Água Fria, na Zona Norte do Recife.

Por enquanto, o que separa William de treinar em Orlando é o visto de entrada nos Estados Unidos. Enquanto ele estiver lá, será avaliado pela comissão técnica do clube americano durante dois meses para saber se permanece por lá ou volta.

“Eu participei de um jogo-treino Sub-17 com a equipe Sub-20 do América e não sabia que tinha olheiro. Joguei muito mesmo nesse dia. Quando acabou o primeiro tempo, o Sub-20 estava vencendo. Aí veio um pessoal do Orlando City e me convidou para um teste na Arena de Pernambuco”, conta. “Lá também me destaquei muito”, acrescenta o menino que mora com a mãe e a irmã.

Enquanto não embarca, William segue fazendo seu treinamento normalmente pelo América, clube pelo qual disputa o Campeonato Pernambucano da sua categoria. Além disso, ele faz parte do projeto Esporte na Cidade, que tem seu núcleo de futebol de campo instalado na Escola Superior de Educação Física, da UPE, e é executado pela entidade De Peito Aberto com patrocínio do canal SporTV, por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte, e parceria com a própria universidade e com o América Futebol Clube.

O projeto beneficia 150 jovens entre 7 e 17 anos de idade. Os beneficiados recebem gratuitamente o material esportivo necessário para frequentar os treinos de futebol, no campo da Esef.

Leia a matéria completa aqui