Declarado esporte mais adequado para crianças pela UNESCO, judô é um dos pilares da De Peito Aberto

O judô, arte marcial criada por Jigoro Kano, ultrapassa a barreira esportiva e é encarada como lema de vida pelos praticantes. Por transmitir valores de cooperação, solidariedade, amizade, respeito, integração física e social, que o esporte foi eleito o mais completo pelo Comitê Olímpico Internacional, e o mais adequado para crianças e jovens segundo a UNESCO, braço das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura.

 

A entidade ligada a ONU ainda destaca outros pontos positivos que solidificam a escolha do judô como esporte mais adequado para crianças e jovens entre quatro e 21 anos. O esporte possibilita, para quem prática regularmente, aprimoramento de todas as possibilidades psicomotoras: localização espacial, perspectiva, ambidestria, lateralidade, jogar, puxar, empurrar, rastejar, pular, rolar, cair, coordenação conjunta e independente de ambas as mãos e pés, dentre outras.

 

Conhecedora dos benefícios do judô, a De Peito Aberto promove a modalidade em diversas frentes. Milhares de crianças e jovens já foram beneficiados com a arte marcial nos projetos Ajudôu (exclusivo do esporte), Esporte na Cidade, Oportunidade Através do Esporte, Trilhando Caminhos, entre outros.

 

Professora de judô nos núcleos Barreiro, Contagem e Brumadinho, do Projeto Esporte na Cidade, Laís Figueroa, conta como o esporte foi fundamental durante a infância. “Sofri muito bullying na infância e resolvia com a violência. Fui expulsa de dois colégios com apenas quatro anos. Minha mãe resolveu me colocar no judô e, somente assim, aprendi a canalizar essa energia para o bem. Descobri de fato o real significado do judô: Ju (suave) – do (caminho). Aprendi através da filosofia do judô o real sentido da vida em lidar com os problemas de forma suave. No Japão o judô é um esporte obrigatório na infância e na adolescência por ter uma filosofia tão transformadora. Hoje como professora meu objetivo é um só: transformar a vida das crianças, assim como a minha foi transformada”, revela a judoca.