Inclusão pelo esporte
Secretário do Ministério do Esporte anuncia várias ações no Vale do Aço


IPATINGA – O Secretário Executivo do Ministério do Esporte, Wadson Ribeiro, visitou ontem programas da área esportiva mantidos no Vale do Aço por meio de convênios com o governo federal. Wadson passou primeiro por Belo Oriente, por ocasião do aniversário de emancipação do município, que completa 47 anos.

O município e o Ministério do Esporte acabam de firmar convênio para o programa “Segundo Tempo”, a ser lançado na próxima segunda-feira, 8 de março. Wadson explica que o programa tem por objetivo promover a cidade e a inclusão social via atividades esportivas desenvolvidas com grupos de 100 pessoas.

No convênio, o Ministério do Esporte garante repasse de recursos para a compra de material esportivo e contratação de profissionais que desenvolvem as atividades. Aos municípios cabe a liberação das áreas apropriadas às atividades, como campos de futebol e quadras poliesportivas.

Na tarde desta segunda-feira Wadson Ribeiro também visitou o programa Ajudou, desenvolvimento em Timóteo, e que passa a contar com recursos da Lei Incentivo ao Esporte. Em Ipatinga, Wadson observa que existem convênios antigos. Ele lembrou, porém, que a instabilidade política tem provocado perdas, pois deixa o município sem condição de receber verbas ligadas à infraestrutura.

“Aqui, praticamente se manteve, por meio de parcerias, o que já existia com relação ao programa ‘Segundo Tempo’. A luta tem sido para manter o que já existe”, admite o secretário.

Mas Wadson também reconheceu que Ipatinga é uma referência na região em termos de convênios com o Ministério do Esporte. Só o “Segundo Tempo” atende, no momento, aproximadamente 6 mil pessoas com idade entre 7 e 17 anos. O Programa de Esporte e Lazer da Cidade (Pelc) teve encerrado o convênio de 2009 e o município precisa aguardar a próxima chamada para a sua renovação.

Divulgação
O secretário participou também nesta segunda feira de reunião de trabalho no escritório do Fórum das Águas, no Parque Ipanema. A proposta do secretário é inserir as atividades ecológicas do esporte na discussão ambiental. “No momento em que se debate Copa do Mundo e Olimpíadas no Brasil, queremos dar visibilidade às ações ambientais. Os estádios têm aquecimento, bueiros ecológicos e vamos usar nosso biocombustível nos carros que transportarão os atletas. Queremos ações que sinalizem para o mundo essa preocupação que o Brasil tem com o ambiente”, destacou.

Como ação prática, Wadson Ribeiro informa que o Ministério do Esporte deverá participar ativamente das atividades do Fórum das Águas do Rio Doce e inclusive fazer uma exposição dos seus trabalhos em abril.

Visita
Durante a sua visita a Ipatinga, Wadson Ribeiro esteve na redação do DIÁRIO DO AÇO, acompanhado da diretora do Instituto Ethos, Carliane Barros; de Carlos Magno, do Corpus Consultoria, além de Natalia Littig,presidnete do diretório municipal do PC do B, mesma sigla do ministro dos Esportes, Orlando Silva.

Ele aproveitou para destacar a importância da Terceira Conferência Nacional do Esporte, a ser realizada entre os dias 3 e 6 de junho, depois das etapas municipais, que acontecem até o fim deste mês; e estaduais, entre abril e maio.

A finalidade da conferência, informa Wadson Ribeiro, é a elaboração de uma agenda de resoluções práticas, composta por dez eixos temáticos. “Serão os desafios para o esporte no Brasil nos próximos dez anos”, concluiu.

www.depeitoaberto.com.br | (31) 2511-1515 | contato@depeitoaberto.com.br